Alunos de Pedagogia 2010

Alunos de Pedagogia 2010

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Trabalho de Robótica - Material Reciclado

Esse trabalho destina-se a criação de uma robótica com material reciclado. Os alunos individualmente criaram seus objetos com as respectivas descrições de montagem.


Foguete R7.
Materiais utilizados:
• Uma garrafa pet;
• Cartolina;
• Cola branca;
• Fita durex;
• Papel alumínio.
Passo a passo a construção do foguete:
A garrafa pet foi encapada com cartolina de modo a torná-la com o formato da garrafa, que se assemelha ao de um foguete. Para colar a cartolina foi indispensável o uso da cola branca e da fita durex.
Com a mesma cartolina, fiz alguns recortes em forma de triangulo e colei esses recortes no contorno do foguete, um pouco acima da base.
Sobre a cartolina que cobriu todo o foguete, colei o papel alumínio que passou a cobrir toda a cartolina.
A minha motivação e o que me levou a construí-lo:
Pelo fato de ser algo criativo, que faz a pessoa aprimorar as suas habilidades manuais e uma forma de desenvolver o seu lado artístico, eu despertei o interesse pela construção deste foguete. Proporcionou-me um envolvimento com a parte infantil e o desabrochar da criatividade.
A escolha do nome se deu por se tratar de um portal da internet, que eu considero bem informativo.
Destaco que sendo um material do conhecimento do público infantil, este foguete, pode ser um molde para serem utilizados outros foguetes em sala de aula.
Narrativa sobre o R7:
Devido à curiosidade humana, decidiram por criar um foguete e a este deram o nome R7.
Ele é fantástico, com cabine que tem a capacidade de comportar cerca de 5 a 8 tripulantes.
Segundo o que informam, sua primeira viagem está marcada para Janeiro de 2011. Seus criadores são de nacionalidade brasileira, ele fará uma viagem para encontrar vestígios de vida no planeta Vênus. Será uma viagem que visa transpor tudo de mais magnífico já visto por parte de foguetes espaciais.
Nós ficaremos aqui torcendo para que tudo transcorra bem e que todos retornem com o objetivo alcançado.
Será a primeira e grande viagem espacial brasileira, pois esta viagem visa surpreender tudo já visto e temos a nossa torcida para que seja mais uma vitoriosa conquista científica e mundial.

Aline Antônio



Passo a passo da criação da robo feminina:

Material utilizado:
2 garrafas pet de cores diferentes.
restos de papel nas cores azul, vermelho e amarelo.
1 pedaço de sobra de fita
Durex

Preparo:
Cortar a ponta de uma das garrafas pet, e outra cortar somente o fundo.
Cortar o papel azul como se fosse uma saia e os 2 olhos, o papel vermelho cortar para fazer a blusinha e a boca, e o amarelo cortar para o cabelo. Com todas as partes já preparadas colar uma a uma na garrafa pet, colar também a fita para que fique como um cinto na parte superior também cole o fundo da outra pet para fazer um chapéu.
Foi escolhido este objeto para que fosse utilizado somente objetos reciclados, sem que precisasse comprar material para construí-lo.
O nome escolhido para a robô é Katy Lúcia.

Ane Rose


Durante a elaboração do meu trabalho fiquei pensando muito no que eu poderia fazer e de que maneira fazer, pois não sou muito boa em trabalhos plástico. Foi quando pensei em fazer um robô, então comecei a organizar as sucatas que eu tinha e comecei a planejar como seria, o que até então me parecia uma ideia incrivel acabou virando uma grande confusão porque eu não consegui colocar no concreto tudo o que tinha pensado, o robô não ficava em pé de jeito nenhum !
Então acabei desistindo de fazer o robô! Nesse momento comecei reelaborar e repensar o que eu iria fazer, fui pensando, pensando até que me relembrei de alguns desejos e ideias da minha infância.
Quando eu era criança o meu sonho era viajar pelo espaço e ficava viajando e me perguntando: “Como será?”, “ O que tinha lá ?”, “ Se que tinha Ets?” e não satisfeita de viajar na imaginação tinha uma loucura por naves, aviões e foguetes, porque pensava que esses objetos fossem meios possiveis para me levar até o espaço. Com esse interesse pelo espaço, fui desejando crescer e me tornar um adulto para construir o meu foguete que tinha dado o nome de “FAN “ e ir até o “meu espaço” como eu me referia.
Juntamente a isso no colégio onde faço estágio, estamos vivenciando um projeto sobre “O UNIVERSO”, começamos a desvendar esse mundo conhecido e desconhecido e como já era de esperar me encantei com tudo. Falamos sobre as estrelas, cometas, os planetas, a grande explosão, as constelações e essa semana estava pesquisando sobre o tema e encontrei uma reportagem falando sobre a Nasa e vi algumas fotos do ônibus espacial e de foguetes, então resolvi fazer um foguete !
Para a confecção desse foguete separei garrafa pet, papel panamá, estilete, tinta, tesoura, caneta de retroprojetor.
Com tudo já separado, peguei a garrafa e a cortei retirando a boca e fazendo um corte na parte de cima e na parte de baixo dela. Após isso, peguei o papel panamá e o cortei fazendo o bico do foguete e as assas, peguei a tinta e pintei as assas o bico e a base do foguete. O meu foguete ficou muito legal e simples!! Tive uma preocupação enorme de que ele ficasse esteticamente bom.
Quanto e experiência da montagem, eu adorei! Embora eu não tenha muita aptidão para o negócio, amo produzir e confeccionar objetos como esse.

Camila Monique


Carro ecológico


Escolhi o carro ecológico em função de estar trabalhando com meus alunos a preservação do meio ambiente , então surgiu essa ideia.
O material utilizado é fácil de conseguir em escolas e algumas casas que são duas caixas de leite, tampinhas plásticas de iogurte, cola e tesoura. Primeiramente cortamos a parte da frente até a ponta da caixa de leite, em seguida cortamos a segunda mais ou menos no meio deixando uma aba maior de um lado para fazermos o vidro do carro, depois cola-se duas tampinhas em cada lado do carro e ES tá pronta nossa construção.
A motivação foi através de uma discussão com meus alunos sobre como poderíamos poluir menos o ar, chegamos a conclusão que um carro feito de sucata e com combustível de restos de comida não iria poluir o ar.
Achei interessante criar algo que foi planejado com meus alunos, porque foi como se eles fossem os engenheiros de um projeto novo. Acho interessante porque é uma forma de mostrarmos para as crianças que eles mesmos podem criar seus brinquedos e esses podem ser mais divertidos do que aqueles comprados prontos pois eles são os criadores. Para nós adultos a criação de diversas objetos com matérias reciclados pode ser uma terapia.

Cláudia


APOLLO 11
Eu cheguei a conclusão para a construção do objeto quando eu começei a pesquisar e vi que o assunto é abrangente e mexe com o imaginário das pessoas.Envolve passado ,presente e futuro.
Material Utilizado;
Copo descatável
grampos
cola
caixa de matinal
embalagem aluminizada
Passo a passo da construção do objeto;
Higienizei um copo descartável de refrigerante,cortei o papel aluminizado e envolvi o copo prendendo com grampos e dando a forma ao foguete.Recortei de uma caixa de matinal pedaços de papel encorpado vermelho e coloquei na base simulando a partida do foguete.
No topo eu recortei da mesma caixa um desenho similar a um feixe de luz e grampeei no topo.
Motivação para a construção;
Em 1961 o presidente dos EUA J.F. Kennedy lançou o desafio de levar o homem a lua e retorná-los a salvo antes que a década terminasse.Suas palavras foram:Nós decidimos ir a lua nesta década e fazer outras coisas,não porque elas são fáceis,mas porque elas são difíceis.A partir de então os EUA colocaram em marcha um ambicioso programa espacial tripulado que iniciou com o projeto Mercury,seguido pelo projeto Gemini e finalmente o projeto Apollo cuja espaçonave tinha capacidade de levar 03 astronautas e posar na lua.Ficou famosa a frase do primeiro astronauta a pisar na lua,Neil Armstrong:”Um pequeno passo para um homem,um salto gigante para humanidade”.A corrida espacial e a conquista da lua foram foram um épico moderno recheado de aventura, perigo e emoção. Milhões acompanharam pela televisão os passos desta aventura e vibraram com a chegada do homem na Lua, uma das maiores realizações da humanidade.
O que me motivou a escolher este tema foi o fato deste acontecimento científico ter modificado indelevelmente a história da humanidade.Esta modificação se deu não apenas nos aspectos tecnológicos e científicos,mas econômicos,sociais políticos e no próprio imaginário humano.Foi a capacidade racional humana de dominar as forças da natureza e não ao contrário,de ser subjulgados por ela.
Me motiva a questão da lua sempre atrair a atenção do homem ,e este interesse ficou registrado na poesia,na literatura e na ficção científica.
Esta experiência de montagem me fez transportar para um marco histórico mundial.Percebi que com garra,apoio,determinação conjuga-se os verbos poder,conseguir,conquistar.Sei que o trabalho duro e conhecimento me levarão perto ,mas a atitude me levará até lá.

Débora


Construí o Robo Happy baseada no filme AI – Inteligência Artificial dos cineastas Stanley Kubrick e Stevie Spielberg que estreou em 2000. Stanley morreu antes de o filme ser produzido e Stevie realizou a façanha. No ano de 2001 o cineasta Stevie fez um leilão com os trajes dos filmes e a renda arrecadada foi revertida para a Fundação Starbright, que apóia crianças portadoras de moléstias graves. O ator Haley Joel Osment com 12 anos na época protagonizou o robô que se chamava David. Sua atuação foi brilhante.
Baseada neste filme, vi meus sentimentos aflorarem em relação à tecnologia e educação em relação às crianças. Creio que no futuro teremos muito a ganhar com o desenvolvimento de ambas e no sentido do auxilio aos seres humanos. É importante reconhecermos os avanços tecnológicos e como estes podem nos auxiliar de forma tão diversificada como na educação, saúde e outros.
Em relação à robótica, ciência em pleno desenvolvimento, percebo o quanto os estudiosos buscam desenvolver seus estudos para ajudar os homens em suas necessidades. Porém, não devemos nos esquecer que os robôs por mais que sejam programados para falar, andar e conversar, não substituíram o homem no sentido integral de ser humano. Pois o homem ama, ri, chora e brinca com emoção que vem do coração. Só o ser humano é capaz de expressar diversos sentimentos de uma forma real e tocante.
Fui construindo meu Robô HAPPY tentando expressar através dos materiais escolhidos o sentimento de alegria. Pois acredito que os robôs devem trazer alegria e divertimento, pelo menos para as crianças. É só repararmos nos olhos dos pequeninos quando estes ganham um robô. Estão brilhando e loucos para ver a funcionalidade do brinquedo. Há uma magia no imaginário infantil quando se trata de robôs.
O primeiro passo, para construir meu robô foi imaginar e idealizar a forma. O segundo passo foi coletar os materiais. Depois encapei a caixa de suco com papel ofício e duas caixinhas pequenas com folhas de revistas para dar um colorido. Após colei papel ofício em um carretel de fita durex vazia para fazer a cabeça do meu robô. Recortei os olhos e boca das folhas da revista e para finalizar colei todas as partes que formavam o meu Robô HAPPY. Abaixo, vejam como ele ficou lindo!

DENISE PEREIRA


Foguete F-76
Estava na sala de aula do meu estágio e a professora cantou uma música sobre foguetes, essa foi minha inspiração para fazer o material para avaliação de informática. Comecei a imaginar com quais materiais de sucata poderia construir um foguete, depois de muitas tentativas frustradas o foguete ficou pronto.
O material usado foi:
01 Rolo de Papel Alumínio
01 caixa de papelão pequena
Fita crepe
Tinta Guache azul e vermelha
Cola Branca
Papel Vermelho
Modo de Preparo:
Primeiro pintei o Rolo de Papel Alumínio com tinta azul, depois cortei a caixa de papelão em pequenos pedaços para fazer as asas e a turbina. Passei a fita crepe para colar a turbina e pintei de vermelho. Colei com cola branca as asas e a turbina e finalizei o foguete fazendo o bico de papel.

Denise Nunes


Podemos dizer que fiquei em dúvida nos objetos que poderiam fazer com materiais recicláveis, por isso resolvi refletir mais um pouco sobre o que me atentaria no momento junto às crianças na escola que faço estágio. Será que faço carrinho ou foguete? Foi daí que, pude relembrar com a imagem de uma cena de filme de carros potentes (“Velozes e Furiosos”), onde os mesmos corriam numa pista "lisa" não havendo nenhum obstáculo, que pudessem interromper o famoso "pega" ou "racha" que acontecem nas grandes cidades.
Resolvi então chamar as crianças da escola em que pratico o meu estágio, reuni-las e fazer uma grande roda. A partir daí, expliquei qual era o meu real motivo desta atividade que gostaria de realizar, sendo assim, os mesmos se mostraram super interessados e prontificados para qualquer tipo de ajuda que eu pudesse precisar.
Então falei para eles que faria o “modelo” da atividade e caso eles quisessem fazer em casa para poder brincar com seus amigos, não teria problema e que é fácil de “criar” carrinhos com pista.
Primeiramente peguei os materiais recicláveis e fui apresentando cada um deles para os alunos, como: 1 caixa de suco (Ades), 4 tampinhas de refrigerante (Coca – Cola),1 papel colorido (Verde), 1 tesoura, cola quente e por último 1 caneta Bic. A partir daí, comecei a montar o carrinho que se chama “Fusquinha – New Beatle”, pegamos a caixa de suco fechada e lavada (Ades), depois pegamos a caneta Bic para fazer dois furinhos nas pontas com o objetivo das tampinhas rodarem, em seguida, tesoura para cortar e fazer as rodas, envolvemos a caixa de suco com o papel colorido (Verde) e depois da caixa estar toda embrulhada, pegamos as quatro tampinhas de refrigerante (Coca – Cola) e por último usamos a cola quente para colar as quatro tampinhas de refrigerante, formando assim o famoso carrinho.
Com isso, os alunos não ficaram satisfeitos só com um carrinho para todos, foi daí que resolvi fazer mais um carrinho que se chama “A3 – O grande guerreiro”. Pegamos assim, mais material para produzir o “A3 – O grande guerreiro”, sendo no mesmo modelo do “Fusquinha – New Beatle” como: 1 caixa de suco (Ades), 4 tampinhas de refrigerante (Coca – Cola), 1 papel colorido (Verde), 1 tesoura, cola quente e por último 1 caneta Bic. Então começamos a fazer o mesmo processo do outro carrinho, como: usamos a caixa de suco fechada e lavada (Ades), depois pegamos a caneta Bic para fazer dois furinhos nas pontas com o objetivo das tampinhas rodarem, em seguida pegamos tesoura para cortar e fazer as rodas, envolvemos a caixa de suco com o papel colorido (Verde), depois da caixa estar toda embrulhada, pegamos as quatro tampinhas de refrigerante (Coca – Cola) e por último, colamos as quatro tampinhas de refrigerante (Coca-Cola) com a cola quente , formando assim o famoso carrinho.

Fernanda Moura


GJCIBORG.
Estive pensando em muitos objetos que poderiam ser confeccionados com materiais reciclados. Então comecei a pensar na minha infância, nos brinquedos que eu fazia com os meus irmãos. Depois de tanto pensar, lembrei das caixas de fósforo que nós juntávamos para fazermos casas, carrinhos, sofás, mesas e muitos outros brinquedos. Então resolvi fazer um robô de caixas de fósforo.
Passo a passo:
O primeiro passo foi a seleção do material: Caixas de fósforo, papelão, pilhas de máquina fotográfica, fio, espuma, cola canetinha, papel alumínio etc.
O segundo passo foi desenhar o formato do robô no papelão;
Terceiro passo foi forrar as caixas com o papel alumínio e colar no papelão;
Depois que secar, recortar o papelão e então você vai ter a estrutura do robô.
Em seguida é só fazer a parte dos detalhes.
O que mais me motivou foi à questão da reciclagem em si, e como nos podemos trabalhar com diversos materiais com os alunos, conscientizando-os da importância da reciclagem.
A experiência em si foi muito gratificante e significativa, eu descobrir que já fiz muita reciclagem quando criança mesmo sem saber da importância que isto me traria futuramente.
Como temos observado nos últimos tempos a tecnologia vem cada vez mais invadindo o nosso mundo. Conhecer este processo tecnológico de forma crítica faz parte do momento histórico que estamos vivendo.
Usando a criatividade e alguns materiais reciclados, podemos criar inúmeros objetos, como brinquedos, artesanato, utensílio para o lar, etc. Sem contar com a contribuição que estamos trazendo para a natureza e para nós mesmos.

Gerciane


Resolvi fazer este objeto, pois me lembra as grandes tecnologias dos países de estrema potência que possuem poder aquisitivo para construir com tanta dimensão, com o objetivo de desenvolver cada vez a área tecnologia, beneficiando a população com grandes avanços. Ao contrario do nosso país que não possuem tanto poder e propósitos para que isso ocorra mas, que vem crescendo e aparecendo no mundo tecnológico.
Espero demonstrar um pouco do meu propósito que é mostrar como é grande crescimento tecnológico das nações e os benefícios que isso traz para o mundo e que cada vez mais o Brasil vem evoluindo e influenciando a população com seus grandes avanços, apesar de que poderia ser mais explorado.
Eu utilizei alguns materiais recicláveis como: garrafa pet, fita isolante, papel alumínio e papelão.

Karla Gomes de Oliveira


Este Trabalho mostra a importância da reciclagem na sociedade, conscientizar a população na hora de joga o lixo.
O lixo que jogamos fora pode ser reciclado, alguns Exemplos de materiais que podemos reciclar ,caixa de papelão em geral, garrafas pets, plásticos, e entre outros materiais deste que não sejam materiais de componentes químicos, através desses materiais podemos fazer brinquedos como carros, bonecas, robôs,etc.
Este trabalho mostra um brinquedo feito com um desses materiais.
Caminhão reciclável
Material usado na construção do caminhão
.papelão
.durex
.papel compax
.tesoura
.palito de churrasco
.tampa de garrafa pet
Modo de fazer
.pegar o papelão e fazer um cubo
.Colar o cubo com durex .
.Depois cobrir o cubo com o papel compax.
.Esse cubo deve ser um pouco maior porque vai ser a parte de trás do carro.
.Fazer outro cubo menor porque ele vai ser a cabine de seu caminhão.
.Fazer o mesmo procedimento que foi feito com o primeiro cubo.
.Depois e só colar as rodas e estar pronto o seu caminhão, é só começar a brincadeira.
.Este trabalho foi feito para conscientizar a sociedade sobre a importância da reciclagem do lixo, ajudando a não poluir os rios é a natureza.

Luciana


Robby: Criação Robótica através de Material Reciclado
A professora de Informática Educativa, Catarina Peres, sugeriu aos alunos a apresentação de um trabalho que compreendia a construção de um objeto através de material reciclado, que retratasse o tema Robótica, e a elaboração de um relato no Word, com a descrição da atividade proposta.
Escolhi construir um robô, pois, como todos nós sabemos, os sistemas robotizados fazem parte da nossa sociedade e a interação homem X máquina se faz cada vez mais necessária no nosso cotidiano. Em nossas atividades diárias, podemos observar a evolução tecnológica a que estamos inseridos. Os robôs são realidades fantásticas desenvolvidas pelo homem a serviço do próprio homem.
Robby foi construído com a utilização de uma caixa de leite vazia para fazer o corpo, embalagem de geléia de mocotó para a cabeça, potes de Yakult para os braços, tampinhas para as mãos, garrafinhas de Nescau líquido para as pernas, sobras de e.v.a para os pés, botões para os olhos, canudinho plástico para a boca, mola de caderno para o cabelo, potinhos de geléia para as orelhas, papel alumínio para a vestimenta. Todas as partes foram coladas com cola quente.
Acredito que a experiência de montagem de um objeto através de material reciclado é muito interessante. Trata-se de uma atividade que, além de divertida, pode proporcionar aos alunos a conscientização da importância da reutilização do lixo. Trabalhar com sucata também ajuda os alunos a desenvolverem a criatividade, a imaginação e o senso estético, além de resgatar a importância do próprio brinquedo.
Ao participar de um projeto de trabalho como o da construção de um objeto através de materiais reciclados, o aluno tem a possibilidade de envolver-se em uma experiência educativa em que o processo de construção de conhecimento está integrado às práticas vividas, trata-se de uma intervenção pedagógica que dá à atividade de aprender um novo sentido, ou seja, o aluno constrói conhecimento através de uma atividade realmente significativa.

Márcia Esquivel Guerra.


“Petty Plas”
O objeto escolhido foi construído a partir de uma reflexão sobre o que seria ou não atrativo para as crianças atuais em idade escolar. Cheguei à conclusão que o robô exerce sempre um efeito de curiosidade e interesse nas crianças, por ser algo que não vemos comumente no dia a dia .
Para sua construção utilizei garrafas pet de água mineral e refrigerante, de diferentes tamanhos e formas, e caixa de papelão, por ser algo fácil de cortar e trabalhar. Ambos são de uso popular, fáceis de encontrar e baratos.
Passo a passo:
Primeiramente decidi quais materiais usaria para construir meu robô. Feito isso, separei o material, pensando sempre na proporção do corpo humano, para manter o robô semelhante à forma humana (cabeça, tronco, membros superiores e inferiores). Com o material separado, cortei com estilete as garrafas que precisavam de corte e juntei-as à caixa de papelão, com cola super bonder, dando forma ao robô. Finalmente, botei os detalhes como olhos, boca, etc.
A motivação inicial foi a proposta feita pela professora de informática. Ao longo do trabalho, minha motivação foi chegar a um objeto esteticamente aceitável e reconhecível para as crianças em geral, a ponto de despertar nelas interesse.
Como experiência, foi algo enriquecedor pelo fato de pensar nas outras funções que objetos do dia a dia, como uma simples garrafa de água mineral, podem ter ao transformar-se em brinquedos ou utensílios do universo infantil. Além disso, a confecção do objeto é bem prazerosa, pois envolve a criatividade.

Maria Pilar


Robô músico
Aproveitando o material descartável que utilizo em casa, pensei em criar um robô músico.
Material: garrafa pet, tampinhas de refrigerante coloridas, media comum, restos de papel alumínio, rolo do papel alumínio, fósforos, bisturi, canudo, tesoura, caneta, cartolina, papel dorado, copo descartável, cola quente, conchinhas de mar, areia e sementes.
Para a realização do brinquedo, comecei com a garrafa pet dentro dela foram inseridas sementes e areia, depois com o rolo do papel alumínio medi a altura do que seriam os braços do robô, para isso desenhe na garrafa pet, com a caneta e a seguir com o bisturi cortei a abertura para inserir o rolo para servir de braços. Para não deixar com cortes perigosos com os fósforos foi queimada a borda, com os restos de papel alumínio foram forrados os braços do robô, depois com a media comum vesti o robô. O copo descartável se transformou na cabeça na qual foram colocadas sementes e areia do mar, encima revista para segurar as sementes e depois uma tampa de artolina, com os canudos fiz as antenas do robô e na ponta da mesma tampinhas de refrigerante a seguir colei tampinhas de refrigerante no corpo do robô e sobre elas as notas musicais, os pés foram feitos de tampinhas de refrigerante para servir de apoio e não cair. Toda esta colagem foi feita com cola quente e para finalizar dentro do rolo de papel alumínio foram inseridas as conchinhas do mar, areia e as sementes, foram tampadas com cartolina sendo coladas com cola quente e para dar mais um colorido mas tampinhas de refrigerante.
Assim quando quiser ter um lindo barulho e só mexer o robô que ele fará uma sensacional harmonia, como se fosse um pau de chuva.
Aproveitando o material descartável e deixando voar a imaginação o que me levou a construir o robô músico, foi o trabalho desenvolvido com as crianças de três anos, ao perceber que eles gostam tanto de musica pensei quem sabe no futuro se tenha um robô o qual possa ser criado com material reciclado, pratico e divertido, como também se tenha uma maior consciência de aproveitar o que temos em casa, e conservemos a natureza.
Desta experiência fica a alegria de poder criar um objeto novo, e, sobretudo sem ter nenhum gasto, mas aquilo que muitas vezes jogamos fora, se converte em coisas bonitas, isto e uma satisfação de ver que e possível desenvolver a criatividade sem agredir o médio ambiente.

Maria Argenis


Material foi Utilizado.
R: caixa de pudim, onde foi utilizado canetinha de cor preta, pincel, tinta para artesanato, cola. Barbante para fazer os cabelos, mas também pode usar outros de tipos material, como papel, lã etc.
Qual motivação para construção.
R: Por tentar fazer um objeto que eu ainda não tinha experiência na confecção de brinquedos com reciclagem. Foi muito prazeroso fazer.
Como você chegou a conclusão do trabalho.
R: Eu adquiri uma aprendizagem, no qual não tinha lidado. Portanto, hoje de outra forma podemos observa ruma lição de que todos que possam utilizar diversos materiais para a aprendizagem na educação infantil, onde irá proporcionar o sensório motor da criança.

Mariane Popppius


As crianças atualmente crescem vivenciando experiências no computador e itens de informática. Por isso, criei o Espertolino, que é um computador educativo reciclado. Esse nome foi escolhido por ele não ser apenas um brinquedo reciclado, mas educativo.
Por lembrar um computador de verdade vai chamar atenção das crianças e elas vão querer interagir com o material reciclado.
Foi utilizado para fazer Espertolino os materiais abaixo:
- Caixa de ovo – Teclado
- Caixa de presente – Tela
- Embalagem de cosmético – Mouse
- Barbante – Fio do Mouse
- Palito
- Tintas coloridas
- Rolo de papelão – Para girar as figuras
- Figuras educativas impressas
A construção do objeto foi feita em algumas etapas. Em primeiro consegui os materiais. Em seguida cortei a caixa de ovo, cortei a caixa de presente para encaixar os rolos. Depois montei o mouse, colocando o barbante dentro da embalagem para fazer o fio do mouse e colei pedaços da caixa de ovo para ser os botões do mouse.
Após essa etapa, todos os materiais foram pintados, cada um com uma cor para chamar a atenção das crianças.
Pesquisei, montei e imprimi as imagens para colocar na tela. Colei as imagens nos rolos para serem passadas. Por último colei a tela no teclado e coloquei o rolo com as imagens na tela.
Fui motivada a construir o Espertolino, pois queria fugir do comum. Pensei em fazer uma peça diferente, que chame atenção das crianças utilizando poucos materiais.
A experiência da montagem foi muito boa para exercitar a criatividade e trabalhar com materiais reciclado de uma forma diferente. É uma material importante para ensinar as crianças sobre reciclagem e as diversas formas de reutilizar os matérias que temos em casa. Além de estimular a aprendizagem de uma forma divertida através dos materiais educativos que foram colocados na tela do Espertolino.
A criança pode escolher qual figura quer ver no Espertolino, basta rodar o rolinho de cima para subir e o de baixo para descer. Tornando-se um computador interativo e bem esperto. Além de ter teclados com números para ajudar na aprendizagem.

Marisa Mauerberg



Flor de garrafa pet:
Eu pesquisei na internet e observei vários projetos com recicláveis, porém pensei em fazer algo que alegrasse mais o ambiente em que fosse aplicado, por eu gostar muito de flores achei um vídeo passo a passo ensinando a criação desse arranjo que fiz.
Adorei fazer esse projeto, pois, nunca imaginei que uma garrafa pet pudesse virar um arranjo de flor tão lindo que pode ser usado em jardins, gramados e até mesmo em interiores.
Material utilizado:
•Garrafa pet 2 litros
•Tesoura
•Bola de Isopor pequena
•Cola quente
•Tinta PVA
•Pincel
•Palito de churrasco
Como fazer:
1)Primeiro passo é cortar a parte de cima da garrafa.
2)Faça cortes no sentido das marcas da garrafa. Esses cortes vão dar origem ás pétalas
3)Dobre as partes cortadas para fora formando uma flor e corte os cantos das pétalas para que fiquem arredondadas
4)Pinte a parte de fora na cor desejada para dar o efeito de brilho.
5)Pinte a bola de isopor na cor desejada, use a sua imaginação.
6)Cole a bola de isopor pintada no meio das pétalas para servir de miolo.
7)Cole o palito na tampinha para fazer o caule.

Najara Marques


Meu amigo robô Faz Tudo, foi uma idéia, que me aflorou diante das necessidades do cotidiano, pois cada vez tenho a impressão que os dias são mais curtos para a realização das tarefas que nos são atribuídas, apesar de ter lido que os cientistas comprovaram que a rotação da terra está cada vez mais acelerada, consequentemente os dias estão menores em relação ao tempo, justificando minha inquietação.
Sendo automatizado, geralmente metálico, com forma e estrutura semelhantes às do corpo humano, o robô está sendo criado em inúmeras indústrias para aumento de produção e diminuição de gastos, para ser usado em diferentes profissões.
Mecanismo comandado por computador e que executa, com precisão tarefas e movimentos usualmente realizados por humanos.
Robótica é o ramo do conhecimento, comum à engenharia e a informática, que trata da criação e da programação de robôs.
Confeccionei meu Faz Tudo com caixinhas de remédios, botões, cartolina, flanela, tecido dourado (brocado), imitando material metálico, linha, agulha, tesoura, cola, lápis, cotonete,tampas de vidro de azeite, etc.
A robótica Educacional segue Piaget, pois o objetivo da educação Intelectual não é saber repetir verdades acabadas, mas aprender por si próprio. Na teoria construtivista, o conhecimento é entendido como ação do sujeito com a realidade.
A robótica educacional vale-se de um sistema de exploração do conhecimento tradicional, pois sugere que um grupo conceba um projeto, levantando hipóteses e levantamento de campo, bibliográfico e experimental, para depois confirmar ou refutar hipóteses através de um dispositivo robótico. Que também pode ser usado para várias profissões.
O que a robótica educacional faz é desafiar o professor a encontrar maneiras de facilitar a atividade de aprender dos alunos, ensinando-o a lidar com a sobrecarga cognitiva que certamente está associada a um volume de informações de tal ordem, organizando a experiência de aprender.
Achei muito interessante este trabalho, pois propiciou pesquisa, criatividade e até informação de projetos nas escolas, pois a informática nas escolas já é de suma importância para o desenvolvimento dos alunos na pesquisa e na construção do conhecimento.

Palmira Pereira


Super Bike
Dia 22 de Setembro é o Dia Mundial Sem Carro. O trânsito nas grandes cidades é bastante caótico e o excesso de veículos nas ruas apenas agrava a questão do aquecimento global. A idéia do Movimento é mobilizar as pessoas a repensarem se o automóvel é realmente necessário para a locomoção em alguns trajetos mais próximos ou de fácil acesso.
Meu projeto foi inspirado no Dia Mundial Sem Carro: uma SuperBike. Andar de bicicleta, além de ser um meio de transporte bastante econômico, é um exercício para o corpo e para a mente. Não há emissões de gases poluentes, não há gasto com combustível, não há preocupação com engarrafamentos e, de quebra, ainda ajuda a manter a forma física.
Utilizei uma caixa de papelão pequena, duas tampas de metal, cola em bastão, tesoura e fita crepe.
Cortei a caixa de papelão em tiras finas. Utilizei uma das tiras para fazer a base da bicicleta. Dobrei as duas extremidades e fiz um recorte em U para encaixar as duas tampas de metal. Encaixei as tampas e colei-as com fita crepe. Cortei pequenos quadrados de papelão para fazer a base do banco da bike; colei um quadrado sobre o outro e um pedaço de papelão em formato de pêra em cima de tudo. Cortei mais quadrados, empilhei-os e colei uma tira fina em cima. A SuperBike estava pronta!
Foi interessante trabalhar com material reciclado. Como me pareceu fácil, eu tentei uma vez, sem pensar bem em qual seria o resultado. Foi um fiasco. Percebi que, embora fosse uma idéia simples, era necessário um pequeno planejamento, para que o resultado ficasse ao menos parecido com uma bicicleta de verdade. Procurei fotos de bicicletas na internet e visualizei as partes mais importantes, as que realmente caracterizavam o objeto: a base, as rodas, os pedais e o guidão. A partir daí, comecei a pensar em como montar cada parte com o papelão disponível. Primeiro montei a base e encaixei as rodas. Ainda não parecia uma bicicleta. Quando coloquei o banco e o guidão, ficou mais parecido, mas ainda faltava alguma coisa. Colei os pedais e vi que o resultado tinha sido bem melhor que o da primeira tentativa. Dessa forma, percebi que o planejamento foi fundamental para uma construção eficaz.

Rebeca Chagas de Araujo


RobônitaAo pensar na proposta desse trabalho não tive dúvidas do que iria construir, pois sempre gostei de filmes e desenhos onde os robôs são os personagens principais. Além disso, tive o incentivo do meu filho que quando soube do trabalho ficou empolgado para me ajudar a construir um robô. Antes da construção comecei a indagar um nome e, logo de cara, meu filho pensou em Robônita. Perguntei o porquê do nome e ele disse que era Rô, de Roberta e Bonita, porque eu era muito bonita. Ele ainda acrescentou que ela poderia fazer todas as tarefas da casa no meu lugar. Achei excelente a idéia e fiquei motivada a construir Robonita com a ajuda do meu filho!
Concluído o nome, partimos para a construção de Robônita. Primeiramente fizemos um apanhado geral de tudo que iríamos precisar e meu filho foi à procura dos outros materiais que estavam faltando. Os materiais utilizados foram: 1 caixa de sapato, 1 caixa de leite, jornal, cola quente, 2 tampinhas de garrafa pet, 1 canudinho de suco, 2 caixas pequenas de suco, 10 Bobs de cabelo, 1 esponja de Bombril, 2 rolinhos de papel higiênico, tinta guache preta e branca, cola colorida branca, preta, verde e amarela, forminhas de brigadeiro e pincel.
Em seguida, fiz a limpeza das caixas e cobri com jornal. Logo após, colei a caixa de leite (cabeça) na caixa de sapato (tronco). Na cabeça colei duas tampinhas de garrafa (olhos) e fiz os detalhes com cola colorida preta e azul e com um canudinho cortado ao meio fiz a boca. Para fazer o cabelo, meu filho e eu, pegamos bobs e fomos colando um no outro, amarramos um pedaço de jornal em volta e finalizamos com pedacinhos de Bombril dentro e também em dois furos do lado da caixa de leite (como Maria Chiquinha). Depois colamos as caixinhas de suco (braços) e os rolinhos papel higiênico (pés) no tronco.
Para fazer o acabamento misturamos um pouco de tinta branca e preta até ficar num tom acinzentado, pintamos todas as partes com o pincel e colocamos para secar. Enquanto a tinta secava, pegamos uma folha de jornal para fazer a saia de Rôbonita. Cortamos a folha ao meio e fomos dobrando como se fosse fazer um leque. Abrimos novamente o jornal e colamos na parte da frente, depois pegamos o restante da folha de jornal, fizemos a mesma dobra e colamos na parte de trás. Acertamos as partes que estavam sobrando embaixo e decoramos com as forminhas de brigadeiro. Para fazer a blusa usamos o mesmo procedimento e enfeitamos com cola colorida amarela. Na parte de trás fizemos uma alça cruzada com cola colorida branca e colamos uma forminha no meio.
Finalmente, posso concluir que a experiência de construir Robônita foi muito agradável, divertida e educativa. Ao longo de todo o processo, meu filho e eu, conversamos, brincamos, rimos e imaginamos como seria a vida se tivéssemos um robô doméstico.

Roberta


Recicar
Hoje em dia tudo se desenvolve e se moderniza muito rápido, e isso também tem acontecido com os automóveis. Também pensei em como esse objeto é tão cobiçado por muitas crianças tanto meninos quanto meninas, e como ele , para as crianças é tão divertido, tanto como brinquedo como real.
Neste objeto criado, cujo nome “recicar” foi utilizado é Papelão, cola branca, linha de pipa, tesoura sem ponta, tampinha de garrafa pet, agulha, Jet (tinta), e arame fino.
Para sua montagem primeiramente foi cortado as partes do carro, depois costuradas uma nas outras com agulha e a linha de pipa, a parte da frente e a de trás foi deixada uma parte sem costura ficando assim com articulações ( abrindo e fechando ) representando o capô e o porta malas. Depois de costuradas as partes foi colocado um motor ( fictício) , e em seguida passando cola em toda a costura para poder reforçar o carro. Depois de seca a colagem, foi colocada em duas bases de papelão os arames com as rodinhas. Por fim foi pintado.
Muitas crianças não têm acesso a este veiculo, e alguma nem com os de brinquedo então achei interessante construir um carro para mostrar que mesmo a criança não tendo este tipo de acesso, ela com sua imaginação pode criar para ela, aquilo que lhe parece distante de sua realidade.
Achei muito interessante e divertida, até porque eu nunca tinha construído um carro antes, então pra mim foi uma experiência nova, e é legar ver alguém se divertindo com algo que você mesmo criou e melhor, saber que usei coisa que para muito não prestavam mais.

Suelen Campos da Rosa.


Para realizar a atividade proposta para Av1, recolhi alguns materiais usados, que eu havia guardado para utilizar com meus alunos posteriormente. Ao observar os diferentes tipos de materiais, percebi que a embalagem de pedaços de torta se parecia com o bico de um jacaré. Partindo dessa ideia inicial, foi fácil elaborar o restante do corpo do animal. O nosso planeta está em constante mudança e por sua vez, o ser humano, motivados pela ganância, está destruindo a fauna e a flora, existentes. Se a destruição da vida animal continuar no ritmo que está hoje, é bem provável, que no futuro os animais sejam robôs. O intuito da criação desse jacaré ecológico é despertar a atenção das pessoas para a necessidade da preservação de toda espécie de vida na face da terra. Não podemos esquecer que os seres dependem um do outro e mesmo que a dependência não seja direta, sem dúvida, a extinção de cada espécie fará falta ao ser humano no futuro.
Para construção do jacaré foram utilizados os seguintes materiais:
•embalagem plástica para pedaço de torta;
•caixa plástica de ovos (para 6 ovos);
•elástico;
•cola colorida (verde);
•pedaços de EVA (verde e amarelo)
•cola quente;
•canetinha.
A confecção do jacaré é bastante simples. Primeiro é necessário pintar toda a parte externa da embalagem de torta e da caixa de ovo, utilizando a cola colorida. Enquanto a cola está secando recorte no pedaço de EVA amarelo dois círculos (um pouco ovais) de aproximadamente 5 cm e no pedaço de EVA verde um dente de serrote com aproximadamente 15 cm de cumprimento. Cole os círculos de EVA amarelo em pé, em cima da embalagem de torta, virados para a parte mais fina da embalagem, eles formarão os olhos. Faça uma bolinha com canetinha preta em cada olho para representar as pupilas. Utilizando o elástico, una a caixa de ovo e a embalagem de torta, formando com ele uma espécie de pescoço. A caixa de ovo deverá ficar com a base dos ovos virada para cima. A final da caixa de ovos, colar o EVA verde cortado em forma de serrote, que representará a cauda do animal.
Este é um objeto muito simples de ser confeccionado, basta ter um pouco de atenção.
Ele pode ser construído em diferentes oportunidades, como por exemplo, em comemoração ao dia dos animais, quando o conteúdo de animais estiver sendo trabalhado, em função de feiras culturais e etc. Mas sempre levando em conta a importância e a necessidade da reciclagem/reutilização de objetos.
Trabalhei como professora de Educação Infantil durante alguns anos, então já estava acostumada a realizar este tipo de atividade, mas é sempre prazeroso realizar trabalhos com materiais reutilizados.

Valesca A. Fonseca

11 comentários:

  1. gostei muito dos briquedos com materiais recicláveis,mas o que achei interessante foi o computador ficou bem criativo e bem decorado.

    ResponderExcluir
  2. muito bom
    ficou uma belesuraaa
    muito legal todos
    os brinquedos
    que vcs criarao

    ResponderExcluir
  3. gostei muinto eu tenho 12 anos de idade e amo fazer reciclagem.
    eu e meus colegas tamos trabalhando ne um projeto de reciclagem temos que construir um robo com motor de carro de comtrole remoto se puder ajudar como fazer posta ae

    ResponderExcluir
  4. muito bom mas eu queria criar um robo de mais de um metro e que ele mexesse as articulaçaoes para um trabalho se poder me ajudar me mandado um comntario esta aqui o meu email
    larissa-rjm@hotmail.com é ate o dia 19 de março.

    ResponderExcluir
  5. vamos em frente com esta luta venceremos este mal bem que vira dinheiro nas mãos de quem sabe parabens muitooo bommm dj tc

    ResponderExcluir
  6. deveria ter mais?
    vcs tem mais pke esses ficaram show de bola
    fikem com deus
    by roosevelt amorim

    ResponderExcluir
  7. poderia ter vídeo explicando para ajudar

    ResponderExcluir
  8. oi tudo bem?
    acabei de conhecer seu blog e com certeza já vou seguire convido a você conhecer meu blog também e se gostar seguir
    meu canal:
    https://www.youtube.com/channel/UCr-fdI0YBGsHe9hgCOXZblg
    fanpage:
    https://www.facebook.com/dicasdaleticia2013
    e blog:
    http://dicadaleticia.blogspot.com.br/

    bjinho

    ResponderExcluir